Pearl Jam no Maracanã: um espetáculo de simpatia e grandes sucessos

Woo! Magazine – 22 de março de 2018

Banda de Eddie Vedder começou sua turnê pelo Brasil pouco antes de tocar no Lollapalooza, em São Paulo

A noite de ontem (21), sem sombra de dúvidas, ficou marcada para os 50 mil fãs da banda Pearl Jam, que estiveram no Maracanã.Com um setlist recheado de sucessos, convidados especialíssimos e um discurso em favor da igualdade entre homens e mulheres – um dos pontos altos do show, Eddie Vedder soube levantar o público da melhor maneira possível.

Pontualmente, às 19:30, o Royal Blood abriu a maratona com canções do mais recente trabalho How Did We Get So Dark?. Apesar da plateia ainda não estar completa, graças ao horário de rush e a chuva que caía no Rio, além de problemas técnicos no microfone de Mike Kerr, vocalista, o grupo conquistou a simpatia das pessoas com seu rock sujo e cinquenta e cinco minutos de apresentação. Vale lembrar que os britânicos já estiveram no Brasil em 2015, para a sexta edição do Rock in Rio.

Por outro lado, alguns problemas na organização do evento ficaram aparentes, causando certo desconforto entre os pagantes. Os altos preços de bebidas (com valores entre R$6 e R$12) e comida (que consistia em um cone de batatas-fritas, cachorro-quente frio ou um pequeno balde de pipocas, de R$12 a R$18), assim como a qualidade, não agradou nem um pouco. Teve quem reclamasse também da qualidade da cerveja, que alguns relataram estar quente. A sujeira dos banheiros químicos, do lado de fora, também era evidente pelo mau-cheiro, assim como o defeito em algumas portas das cabines. Todavia, esses problemas e o atraso da banda principal não foram motivos para desanimar o público presente.

Após 28 minutos de atraso, o Pearl Jam subiu ao palco com “Release”, hit do disco de estreia “Ten”, de 1991. Na sequência, hits como “Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town”“Versus” e “Animal” foram cantadas em coro pelos fãs. Vedder, em tradição aos outros shows, bebeu vinho direto da garrafa eagradeceu a presença de todos, se esforçando ao máximo para dialogar em português:

Estamos felizes por voltarmos ao Maracanã. Sentimos saudades. Adoramos o Brasil e também adoramos tocar para vocês

Algum tempo após dedicar “Wishlist” à banda Red Hot Chilli Peppers, Chad Smith, baterista do grupo da Califórnia, subiu ao palco para tocar “Can’t Deny Me” – uma crítica ao governo de Donald Trump. “Go”, “Even Flow”, “Given to Fly” e “Daughter” também estiveram presentes no repertório. Já “Porch” fechou a primeira parte do concerto, que teve uma pausa de aproximadamente dez minutos.

“Sleeping By Myself”, do álbum Lightning Bolt(2013) abriu o bis, numa versão semiacústica e com “Inside Job”, “Daughter” – que arrancou um “ÔÔÔ” do público, em alusão ao coro feito por Vedder em 2005, na Apoteose, “Do The Evolution” e “Black” . Outro momento marcante foi o discurso de Eddie dedicado às mulheres e à luta pela igualdade, seguido de mais um gole de vinho e assim,  “Leavin’ Here”.

Já chegando ao fim, “Alive” fez a cabeça dos presentes e na penúltima canção, Josh Klinghoff – guitarrista do Red Hot Chilli Peppers – tocou “Rockin’ in The Free World”, de Neil Young numa dobradinha espetacular. Após duas horas e meia de espetáculo, o grupo de Seattle encerrou a noite com “Yellow Ledbetter”. Mesmo com todos os contratempos, incluindo algumas vezes em que Eddie Vedder desafinou, esqueceu letras e errou a introdução de “Leavin’ Here”, houve uma compensação com a escolha do repertório, assim como a proximidade do grupo para com o público. Em sua décima quarta apresentação no Brasil, sendo a quarta no Rio de Janeiro, se consagraram com os fãs daqui e deixaram um gostinho de “quero mais”.


Por Giulia C. Oliveira

Anúncios
Padrão

MC Loma e as Gêmeas Lacração anunciam novo single

Woo! Magazine – 13 de fevereiro de 2018

A internet ficou em choque nas últimas semanas, após uma pernambucana de apenas 15 anos ter divulgado um vídeo no YouTube, que se tornou viral. Era nada mais, nada menos que MC Loma, junto das Gêmeas Lacração, que em pouquíssimo tempo ter saído da periferia de Recife para levantar multidões junto de Anitta e em blocos de São Paulo.

Na noite de sábado (10), o trio deu uma palhinha do novo single “Se Concentra”, previsto para a próxima semana e que promete ter a mesma repercussão de “Envolvimento”, que as levou ao topo dos Virais do Spotify, ultrapassando artistas como Kendrick Lamar e Eminem. O trecho, divulgado no Twitter oficial do grupo, pode ser conferido abaixo:

SEMANA QUE VEM, LANÇAMENTO DE #SECONCENTRA!  pic.twitter.com/1Xf1HV2yQk

— Mc Loma e as Gêmeas Lacração (@McLoma_Oficial) February 11, 2018


Por: Giulia C. Oliveira

Padrão

Smashing Pumpkins anuncia turnê sem D’arcy Wretzky

Woo! Magazine – 15 de fevereiro de 2018

Após um longo tempo de espera, na manhã de hoje a banda Smashing Pumpkins anunciou sua volta aos palcos para uma turnê pelos Estados Unidos e Canadá. Até o momento, 36 datas foram confirmadas e os ingressos começarão a ser vendidos no próximo dia 23. Entretanto, D’arcy Wretzky, baixista da formação original, não estará presente. Coincidência ou não, o comunicado veio pouco tempo após polêmicas envolvendo a artista aparecerem na mídia. Um perfil fake comentou em um post do Alternative Nation sobre o assunto e logo depois, o veículo informou que a mensagem era de autoria da própria D’arcy

Por: Giulia C. Oliveira

Padrão

Estamos em choque: Liam Gallagher aparece cantando “Some Might Say” e Noel, “Go Let It Out”

Woo! Magazine – 15 de fevereiro de 2018

Há nove anos, o Oasis levava milhares de fãs aos prantos quando anunciaram o fim da banda. Apesar de uma série de divergências entre Liam e Noel Gallagher, nos 18 anos em que estiveram em atividade, não há como negar a quantidade de hits que fizeram história. Os cantores, mesmo diante dos pedidos de retorno, não cedem quando questionados sobre uma possível volta conjunta aos palcos.

Entretanto, nos últimos dias, podemos matar as saudades dos velhos tempos, quando foi divulgado um vídeo de Noelcantando “Go Let It Out” em um show de sua turnê. Além disso, há pouco tempo, Liam apareceu com uma linda versão de “Some Might Say”, de 1995. Vale lembrar que, no mês que vem, o mais novo dos Gallagher virá ao Brasil para tocar no Audio Club, dia 21 de março e no dia 23, no Lollapalooza Brasil, ambos em São Paulo.


Por: Giulia C. Oliveira

Padrão

Jorge Ben Jor lança “São Valentin” após onze anos sem inéditas

Woo! Magazine – 15 de fevereiro de 2018

Desde que “Recuerdos de Asunción 443” e “Coisa de Jorge” foram lançados em 2007, Jorge Ben Jor não lançava inéditas, apesar de parcerias com outros artistas. Entretanto, ontem, em homenagem ao dia de São Valentim, que também é o “Dia dos Namorados” em outros países, o carioca disponibilizou ontem, a canção e o clipe de “São Valentin“. Por enquanto, ambos só estão disponíveis no serviço de streaming Claro Música, da operadora Claro e o vídeo, na página oficial de Ben Jor, mas já há a expectativa para o lançamento nas outras plataformas. O single, inclusive, é o primeiro digital da carreira do cantor.


Por: Giulia C. Oliveira

Padrão

Titãs chegam ao Rio para show no Teatro Bradesco

Woo! Magazine – 15 de fevereiro de 2018

Comemorando os 35 anos de carreira, os Titãs presentearão os fãs com o show “Titãs – Uma Noite no Teatro“, na próxima sexta-feira (16) no Teatro Bradesco Rio, Barra da Tijuca. Com Tony Bellotto (guitarra e violão), Sérgio Britto (vocal, teclado e baixo), Branco Mello (vocal e baixo elétrico), Beto Lee (guitarra e vocal de apoio) e Márcio Fabre (bateria), a banda paulista trará sucessos conhecidos do público desde “Enquanto Houver Sol” até inéditas, como “A Festa” e “12 Flores Amarelas” num espetáculo acústico. Para maiores informações sobre os ingressos ainda disponíveis, confira no site da Ingresso Rápido ou na bilheteria da casa, localizada no Shopping VillageMall (Avenida Das Américas, 3900 – Loja 160).


Por: Giulia C. Oliveira

Padrão

Metallica conquista o “Nobel da Música”

Woo! Magazine – 15 de fevereiro de 2018

A banda Metallica foi anunciada ontem como uma dos vencedores do Polar Music Prize, considerado o “Nobel da Música”, no site oficial da premiação. O grupo foi o primeiro do gênero a conquistá-lo. Artistas como Stevie WonderBjörkPaul McCartney e Bob Dylan também já participaram do evento em outras edições.

A entrega acontecerá no próximo dia 14 de junho, em Estolcomo, pelo rei Carl Gustaf 16. Confira na íntegra a publicação oficial da organização:

“O Polar Music Prize de 2018 será dado à banda americana Metallica. Desde o caos emotivo de Wagner e das criações de Tchaikovsky, ninguém fez música tão física e furiosa, e tão acessível, como Metallica. Através de integrantes virtuosos e do uso de tempos extremamente acelerados, Metallica levou o rock para lugares que nunca tinham ido antes. No mundo do Metallica, tanto o quarto de um adolescente como um sala de concertos podem ser transformados em Valhalla. A força dos álbuns da banda ajudou milhões de ouvintes a transformar seu senso de alienação em um superpoder.”


Por: Giulia C. Oliveira

Padrão